Diálogos Bilaterais

O relacionamento econômico-financeiro do Brasil com outros países e blocos, de modo individualizado

É papel do Brasil estreitar o relacionamento com representantes de alto nível dos Ministérios de Finanças de diversos países, por intermédio de diálogos econômico-financeiros bilaterais.

No âmbito dos diálogos, são realizadas reuniões em que há participação de diversas autoridades, órgãos e instituições, tais como representantes dos Ministérios de Finanças, dos Bancos Centrais, dos Ministérios das Relações Exteriores e de outras entidades. Nessas oportunidades, são debatidos diversos temas econômico-financeiros que interessam a ambos os países, como situação econômica global e bilateral, investimentos, comércio e outros tópicos mais específicos.

Os principais objetivos das reuniões e dos encaminhamentos gerados a partir desses encontros são: fortalecer o diálogo em assuntos macroeconômicos e financeiros; colaborar em assuntos que dizem respeito às instituições financeiras internacionais; aprofundar mecanismos específicos de cooperação internacional; e resolver outras questões, positivas ou negativas, que surjam no relacionamento entre os países.

O Brasil mantém diálogos econômico-financeiros com numerosos países. O grau de institucionalização do diálogo mantido com cada país é bastante variado.

A atuação da SAIN nos diálogos bilaterais, além de prospectar novas parcerias e oportunidades, consiste também em efetuar pesquisas técnicas sobre temas econômico-financeiros, auxiliar nos preparativos das reuniões bilaterais e adotar quaisquer outras medidas que forem necessárias à concretização das parcerias.

Área responsável na SAIN:

Coordenação-Geral de Diálogo Econômico Internacional – CDINT
Secretaria de Assuntos Internacionais - SAIN
Ministério da Fazenda
Telefone: (61) 3412-4077 ou 3412-4060
E-mail: sainmf@fazenda.gov.br

Mais informações:

  • Para informações mais detalhadas sobre o tema, acompanhe a seção de notícias na página inicial da SAIN/MF.