G-20 (Grupo dos 20)

A organização do G-20 e a representação brasileira

O Grupo dos Vinte (G-20), que representa aproximadamente 90% (noventa por cento) do PIB mundial e 2/3 (dois terços) da população global, foi criado como consequência da crise financeira asiática de 1997, com o objetivo de reunir as maiores economias avançadas e emergentes para discutir estratégias de estabilização do mercado financeiro global. Com o tempo, o papel do G-20 foi ampliado e passou a abrigar temas que não são especificamente econômico-financeiros.

Estabelecido em 1999, reúne países economicamente avançados, como Alemanha, Canadá, EUA, França, Itália, Japão, Reino Unido e o bloco da União Europeia; e países emergentes considerados sistemicamente importantes, como Brasil, África do Sul, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, China, Coreia, Índia, Indonésia, México, Turquia e Rússia. A Presidência do Grupo é anual e rotativa entre os membros. No ano de 2015, a Turquia assumiu o posto.

O trabalho do G-20 também conta com o suporte de diversos organismos internacionais: Conselho de Estabilidade Financeira - FSB, Organização Internacional do Trabalho - OIT, Fundo Monetário Internacional - FMI, Banco Mundial, Organização das Nações Unidas - ONU, Organização Mundial do Comércio - OMC e Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico - OCDE. Há também importantes foros consultivos não governamentais que dão suporte às formulações de políticas pelos líderes, como o de negócios (B20), de sociedade civil (C20), trabalho (L20), instituições de pesquisa (T20) e juventude (Y20).

Desde sua criação, o G-20 efetua reuniões anuais dos Ministros de Finanças e dos Presidentes dos Bancos Centrais, a fim de discutir medidas para promover a estabilidade financeira mundial e para alcançar crescimento e desenvolvimento econômico sustentável. O Secretário de Assuntos Internacionais é o representante suplente do Ministro da Fazenda nessas reuniões.

A SAIN é responsável por acompanhar as discussões políticas e técnicas no âmbito do G-20, bem como por elaborar e preparar os posicionamentos ministeriais sobre questões econômico-financeiras. As atividades do Grupo são bastante intensas e variadas, quadro que demanda a produção frequente de pesquisas e o monitoramento periódico da economia global.

Área responsável na SAIN:

Coordenação-Geral de Diálogo Econômico Internacional - CDINT
Secretaria de Assuntos Internacionais - SAIN
Ministério da Fazenda
Telefone: (61) 3412-4077 ou 3412-4060
E-mail: sainmf@fazenda.gov.br

Mais informações:

registrado em: